A Cor do Peito do Diamante de Gould

 


O Diamante de Gould tem três cores reconhecidas no que se refere ao peito: violeta, lilás e branco.

Fonte: Internet 


 

A COR DO PEITO DO DIAMANTE DE GOULD.


O Diamante de Gould tem três cores reconhecidas no que se refere ao peito: violeta, lilás e branco. Actualmente, entende-se como variações de um só gene (alelos do gene da cor do peito).

 

PEITO VIOLETA


O peito violeta (PV) é um rasgo autosomico dominante (dominante ao peito branco e lilás), logo os machos e as fêmeas podem ser dupla diluição (DD) ou somente peito violeta (DS) e expressar assim. Não podem ser portadores de peito violeta. O peito violeta pode aparecer conjuntamente com qualquer cor de cabeça ou corpo.
 

PEITO LILÁS


O peito lilás (PL) é um rasgo autosomico, que é recessivo para o peito violeta, mas dominante para o peito branco. Para que um pássaro expresse o peito lilás, deve ser dupla diluição (DD) para o peito lilás, ou ser diluição simples (DS) e portador para o peito branco. Se um pássaro é de diluição simples para o peito lilás e diluição simples para o peito violeta, o resultado será um pássaro com o peito violeta portador de peito lilás. O peito lilás pode aparecer conjuntamente com outra qualquer cor de cabeça e corpo, excepto nas cores diluídas e nas cores pasteis do corpo dos machos, pois esses fenómenos são sempre causados pela presença de um peito violeta.
 
 

PEITO BRANCO

O peito branco (PB) é recessivo autosómico para o peito violeta e lilás, logo os machos e fêmeas podem ser dupla diluição e expressar um peito branco e diluição simples (DS) e ser portadores de peito branco (sem o expressar). Nenhum pássaro peito branco pode ser portador de peito violeta ou lilás. O peito branco pode aparecer conjuntamente com qualquer cor de cabeça e corpo, excepto nas cores diluídas e nas cores pasteis do corpo do macho, pois esses fenómenos são causados pela presença de um peito violeta.
Somente duas cópias “ do gen de cor do peito” estão presentes no genoma, porque o que um só gould não pode ter mais que dois ou três alelos de cor do peito. Portanto, é impossível ter um gould que seja peito violeta e portador simultaneamente para os alelos lilás e branco do peito.
Aqui estão demonstrados alguns dos cruzamentos que nos irão dar uma lista de resultados possíveis de acasalamento. Pode observar-se, simplificando, representa-se o gen da cor do peito com a letra “C”.